Macha do de Einstein
/
Saiba qual a diferença entre cerveja e chopp

Saiba qual a diferença entre cerveja e chopp

  • 30.01.2018
  • por Emerson Jasmin

Fala galera cervejeira !!! Estamos de volta aqui no Boteco do Bira para trazer mais curiosidades e informações sobre o universo cervejeiro.

Vem coisa boa por aí !!!

Atenção amantes das especiais, já estão sendo inscritos os rótulos para o 6° Concurso Brasileiro de Cervejas. Este concurjso faz parte da programação do Festival Brasileiro de Cervejas, que acontecerá na Vila Germânica, em Blumenau, SC, entre os dias 07 e 09 de março de 2018. O Concurso já desponta como o 20 maior do mundo em número de cervejas inscritas e, pasmem, estão sendo esperados mais de 2100 rótulos, com a participação de cerca de 70% das cervejarias brasileiras. É bom ficar antenado com os resultados porque certamente virão coisas boas pela frente ... mas não se preocupem porque faremos uma edição da Local Brew com a avaliação dos rótulos vencedores para deixar a galera bem informada ! O resultado será apresentado durante o Festival, que contará com uma estrutura instalada em uma área de 2500 m2, onde o visitante terá mais de 800 rótulos para desfrutar ... é isso aí pessoal, haja fígado !!! Além das cervejas o evento contará com gastronomia farta, shows, palestras, harmonizações e muito mais.

Confira todas as informações no site do evento: Festival da cerveja

Você sabe a diferença entre cerveja e chopp ???

Mas mudando de foco, se perguntarem a você qual a diferença entre cerveja e chopp, você saberia responder ??? Se você respondeu que sim e que a diferença está na pasteurização, essa resposta "padrão" estaria correta até bem pouco tempo atrás, mas hoje isso virou um mito. A pasteurização é um processo de aquecimento ao qual a cerveja é exposta após a conclusão do fabrico, seguido de um resfriamento brusco. Esse choque térmico elimina bactérias e microrganismos e proporciona uma vida útil muito mais longa a cerveja, mas como efeito colateral causa a morte das leveduras, que são responsáveis pela fermentação e por manter uma cerveja viva mesmo após o seu envase. Não captou ? Não se preocupe, no futuro abordaremos esse assunto mais a fundo ... mas agora vamos nos ater às diferenças entre chopp e cerveja !! Mais que diferenças ??

Na realidade não há diferença alguma ... as grandes cervejarias populares já pasteurizam também a cerveja que será envasada em barris e, em contrapartida, a maioria das cervejas especiais/artesanais comercializadas em garrafas não são pasteurizadas, então o que era diferença virou mito ... entendeu ??? Cerveja é cerveja, não importa como ela seja envasada, seja em garrafa, lata ou barril, o líquido precioso produzido pela união da água, malte, lúpulo e levedura é ... CERVEJA !! Apenas no Brasil os consumidores chamam de chopp a cerveja envasada em barril e servida sob pressão ... no resto do mundo cerveja continua sendo cerveja mesmo se extraída de barris ! Não está convencido ? Experimente pedir um chopp em qualquer outro país e veja se será atendido ! Nos outros lugares a cerveja é cerveja e somente se acrescenta a forma de servi-la ao fazer o pedido.

Exemplos:

Países de língua inglesa: beer on tap ou draft beer

Itália: birra alla spina

França: bière pression

Espanha: cerveza de barril

Alemanha: bier vom fass, e por aí vai !!!!!

Chamar de chopp a cerveja envasada em barris foi uma confusão originada com a vinda dos imigrantes alemães para o Brasil no século XIX. Eles utilizavam canecas com capacidade de cerca de 500 ml para beber cervejas extraídas na pressão e essa unidade de volume na Alemanha era chamada de .... SCHOPPEN !!! Muito bem, os alemães (que bebiam com vontade, ou melhor, ainda bebem) pediam ?EIN SCHOPPEN ... EIN SCHOPPEN ...? querendo encher suas canecas e isso foi o suficiente para os brasileiros imaginarem que a cerveja de barril tinha um nome específico para o povo germânico e, como o nome era meio complicado, os tupiniquins rapidamente criaram a sua versão !!! Eis que surge o CHOPP !!!!

Agora você já pode pedir com autoridade uma cerveja na torneira ou na pressão, mas se quiser pedir chopp também ... aqui no Brasil pode, mas diferença não tem !!!!

GUIA DE ESTILOS

No segundo exemplar do nosso guia, vamos continuar nas LAGER e apresentar outro estilo bastante consumido no Brasil nos últimos tempos:

International Pale Lager (Nomenclatura BJCP 2015 ? 2A)

As cervejas deste estilo pertencem a família das Pale Lager e em uma impressão geral são muito atenuadas, altamente carbonatadas, refrescantes e muito bem equilibradas.

Aparência: límpida, cor amarelo variando do palha ao ouro e com espuma branca, que não deve durar muito tempo.

Aroma: de baixo a médio-baixo aroma de malte e com aromas de lúpulo de muito baixo a médio, puxando para o floral.

Sabor: o sabor moderado do malte geralmente está presente, lembrando suavemente o sabor de pão. O sabor do lúpulo é presente, mostrando um caráter floral e/ou picante e trazendo um amargor de médio-baixo a médio. Muito equilibrada, com um final seco e fresco, apresentando um retrogosto neutro ou com presença suave de malte e lúpulo.

Sensação na boca: possui um corpo de leve a médio e uma carbonatação de moderadamente alta a alta, que pode deixar um leve toque carbônico na língua.

Ingredientes: normalmente apenas malte de cevada, podendo receber adição de adjuntos como milho e arroz em baixas quantidades e lúpulos americanos ou europeus.

Classificação de Amargor: de 18 à 25 IBUs

Classificação Alcoólica: de 4,6 a 6,0%

Este estilo contempla as cervejas semelhantes as Standard American Lager porém mais elaboradas e normalmente sem adjuntos (puro malte). As vezes são erroneamente classificadas como Pilsner ou Pilsen também. A origem americana deste estilo possui uma história similar as Standard American Lager (veja o Guia de Estilos da última semana), sendo criadas como uma versão Premium deste estilo. Quando produzidas com lúpulo europeu, a International Pale Lager tenta se aproximar das tradicionais German Pilsner ou Czech Pale Lager, embora com menor presença de malte e lúpulo. São cervejas largamente consumidas e bastante populares, atendendo a uma ampla faixa de consumidores. Exemplos: Heineken, Red Stripe, Corona, Becks Lager, Stella Artois, etc.

Por hoje é isso pessoal !! Esperamos que estejam gostando da nossa Local Brew e aguardamos vocês na próxima semana, com muito mais sobre o mundo das cervejas.

---------------------Publicidade-----------------------

CCAA Cabo Frio